Vozes da Rádio gravam música e vídeo em total isolamento

 

Longe vão os tempos do Robinson Crusoe de Daniel Defoe.

Hoje, a palavra “isolamento” no máximo significa estar sem rede. Pegando nesta premissa, as Vozes da Rádio decidem provar que um grupo mesmo separado pode continuar o seu habitual trabalho.

Respeitando o período de quarentena e pelo facto do seu álbum “Mulheres” fazer 15 anos, este quarteto dinâmico, aproveitou para fazer uma versão ao vivo e à distância do tema “Tu lês em mim”, relançando assim este disco em todas as plataformas digitais.

O álbum “Mulheres”, foi originalmente lançado em Abril de 2005, sendo composto por 17 temas com letras de João Monge.

As “Vozes da Rádio” são uma das grandes referências da música nacional. Formados em 1991 na cidade do Porto, sempre foram caraterizados com um projeto bipolar.

Ora as suas canções são portadoras de um charme e de uma subtileza aveludada, ora são hilariantes exercícios da loucura mundana.

Ao vivo as canções ganham uma nova dimensão muito graças à eximia técnica dos seus executantes e os momentos entre cada canção, revelam brilhantes humoristas do improviso onde tudo mas tudo pode acontecer.

No seu longo historial contam com uma impressionante lista de participação: António Zambujo, Rui Veloso, Ivan lins, Sara Tavares, Gaiteiros de Lisboa, Delfins, Manuela Azevedo (Clã), Rui Reininho (GNR), Sérgio Godinho, Dany Silva, Arnaldo Antunes, Miguel Guedes (Blind Zero), Newmax (Expensive Soul), Peixe (Ornatos Violeta), Sérgio Castro (Trabalhadores do Comércio) e com o Conjunto António Mafra para quem até fizeram um disco de homenagem.

Recentemente houve uma homenagem em sentido inverso, Miguel Araújo editou uma versão de um dos clássicos das Vozes da Rádio – “Canção de embalar um Action-man)