[서유진 기자의 예술 관람기] André Brasília


André Brasília, Cavaleiros do Inverno (2011)

“A arte ajuda a amar a vida e a beleza. André, o brasileiro, agradeceu a Deus, ‘Espere um minuto! (Momento eterno)’ no Hangarum Design Museum no Seoul Art Center de dezembro do ano passado a 9 de abril deste ano. Uma exposição especial onde você pode conheça cerca de 120 pinturas selecionadas pessoalmente por Brasilier (1929~), especialmente grandes obras com mais de 6 m de altura.

Nascido em Saumur, na França, em 1929, o brasileiro estudou pintura aos 20 anos na melhor escola de arte da França, a École des Beaux-Arts, por influência do pai, que foi aluno do pintor Alphonse Mucha. o mundo Conforme revelado pela CNN, ‘a paixão deste mestre pela exploração espiritual nunca desaparece’, o trabalho do brasileiro é como um poema lírico pintado em cores espirituais e que curam a alma. Teve intercâmbios artísticos com Vlaminck e Chagall, e foi muito influenciado por mestres como Gauguin e Matisse. Com suas cores diferenciadas e formas abstratas e suaves, destaca-se como símbolo de paisagens poéticas e da natureza. Ele criou um ‘novo tipo de romantismo’.

A exposição está dividida em quatro partes, a primeira é ‘Convite para a Cerimônia’, a segunda é ‘A Paisagem Fala’, a terceira é ‘Ela’ e a última é ‘Canções da Vida’. Cavalos, natureza, música e mulheres são os temas de suas obras e sua esposa e musa ‘Chandel’ é destaque na tela. Museu Eterno! Sua fortuna e divindade. Para ele, os cavalos e as mulheres sempre foram uma fonte de inspiração e, quando ia a um concerto, dizia sentir a alegria de ‘participar de um momento de pura inspiração’.

‘Festival Invitation’ transmite a surpresa, o espanto, a surpresa e a alegria que sente quando vai pintar a um circo, a um concerto, a um baile. A configuração ‘Landscape Spoke To’ mostra melhor a beleza da cor em suas pinturas. A vastidão e vibração da natureza tem tudo a ver com variações de cores e um grande senso de ritmo. Ele acreditava que ela era o assunto mais importante e essencial da pintura e pintou ‘ela’ inúmeras vezes depois de seu casamento em 1958. ‘Song of Life’ foi pintado com a crença de que a pintura falaria sobre o mundo e a vida em uma linguagem de bom gosto.

Através de sua imaginação rápida, ele cria a incrível beleza da maravilha da natureza e a beleza em misteriosos azuis e brancos. É um belo momento captado por um mestre que se torna eterno. “Você tem que estar loucamente apaixonado para expressar emoções intensas”, disse ela. É tudo sobre amor. São esses momentos que tornam a arte mágica.



Copyright © Jeonbuk Ilbo Notícias da Internet Reprodução e redistribuição não autorizadas proibidas







READ  Coreia, sorteio de '3 potes' do Grupo da Copa do Mundo confirmado: "Conheça os EUA, excluindo Alemanha e Brasil"

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *