Área de desmatamento da Amazônia brasileira quadruplicou em janeiro, há mais de um ano


Notícias absurdas

A agência de notícias AFP informou no dia 2 (horário local) que a floresta amazônica no Brasil foi destruída quatro vezes mais do que no ano passado.

Segundo a agência de notícias AFP, a Organização Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) divulgou no mesmo dia um relatório estimando a área da floresta amazônica no Brasil de 1º a 21 de janeiro deste ano. 360 km2 foram destruídos. Isso é quatro vezes (83㎢) mais do que a área destruída em janeiro do ano passado e 124 vezes mais do que a área de Yuito (2,9㎢) em Seul. O INPE disse que foi o maior desde que o rastreamento por satélite começou em 2015 até janeiro.




Segundo Glacio Angelo, da Rede de Monitoramento do Clima, uma rede de grupos ambientalistas, “o desmatamento geralmente diminui durante a estação chuvosa e, mesmo durante o pico da estação chuvosa, a área de destruição é alta em janeiro.

A floresta amazônica está espalhada por 9 países da América do Sul e cobre uma área de 7,5 milhões de quilômetros quadrados. 59% da área terrestre do Brasil pertence à floresta amazônica.

Nos três anos desde que o presidente brasileiro Jair Bolzano assumiu o cargo em 2019, o nível de destruição da floresta amazônica brasileira continuou a aumentar. De agosto de 2020 a julho de 2021, a área desmatada foi de 13.235 quilômetros quadrados, 22% a mais do que há um ano. Este é o maior número dos últimos 15 anos.

A mídia brasileira acredita que questões ambientais, como a destruição da floresta amazônica, podem dificultar a adesão do Brasil à Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A OCDE anunciou que realizará uma reunião do conselho no dia 25 do mês passado para discutir a adesão no Brasil, Argentina, Peru, Bulgária, Croácia e Romênia. A OCDE insta o governo brasileiro a tomar medidas decisivas para controlar o desmatamento e implementar o Acordo de Paris sobre Mudanças Climáticas.

Na 26ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26) no Reino Unido, em novembro do ano passado, o ministro do Meio Ambiente brasileiro, Joaquin Leach, anunciou que o desmatamento seria extinto a partir de 2024. 2028. No entanto, de acordo com a Organização de Monitoramento do Clima, a Agência Brasileira de Proteção Ambiental, a Agência Brasileira de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis ​​(IBAMA), implementou apenas 41% do orçamento do ano passado.

READ  Bitcoin retorna a US $ 42 mil à medida que as apostas começam a favorecer o 'short squeeze' mais alto para o BTC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.