Papa: Peçamos a intercessão de Santa Edith Stein para restaurar a paz na Ucrânia.

Ao final de uma audiência geral na quarta-feira, 9 de agosto, o Papa Francisco pediu à Virgem e Mártir da Cruz, Santa Teresa Benedita (Edith Stein), padroeira comum da Europa, que intercedesse pelos sofredores ucranianos. “O testemunho do santo se oporá a todas as formas de violência e discriminação e inspirará o compromisso de diálogo e fraternidade entre os povos”, disse o Papa. Além disso, ele apelou aos fiéis poloneses que fizeram uma peregrinação à Santa Mãe de Deus: “Peçamos à Santíssima Virgem o precioso e valioso dom da paz para nossa amada Ucrânia”. Ele também parabenizou os participantes da Cúpula da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), realizada em Belém, Brasil.

Salvatore Cernuccio

No final da audiência geral de quarta-feira na Sala Paulo VI, em 9 de agosto, o Papa Francisco pediu a Santa Teresa Bento (Edith Stein), Virgem e Mártir da Cruz, que intercedesse pela paz na Europa. . “Peçamos a intercessão de Santa Teresa Benedita, Virgem e Mártir da Cruz, para que a paz volte logo aos nossos queridos ucranianos”. No dia 9 de agosto, a Igreja comemora Teresa Benedita, Virgem Mártir da Cruz Carmelita, vítima da Shoah.

“Esperamos que o testemunho do santo se oponha a todas as formas de violência e discriminação e inspire o diálogo e o compromisso de fraternidade entre as pessoas”.

A lâmpada de Edith Stein

A filósofa judia Edith Stein se converteu ao cristianismo quando adolescente e se juntou aos Carmelitas Descalços. No entanto, ela foi posteriormente presa junto com sua irmã Rosa Stein no Mosteiro de Carmel, na Holanda, e levada para o campo de concentração de Auschwitz, na Polônia. Edith Stein morreu em uma câmara de gás em 9 de agosto de 1942. Cinquenta e sete anos depois, em 1º de outubro de 1999, o Papa João Paulo II proclamou o santo um símbolo de “respeito, tolerância e hospitalidade para o horizonte do Velho Mundo (Europa)” e anunciou um esforço europeu para “” Criar uma sociedade cheia de verdadeira fraternidade”. Eu queria anunciá-los como co-padroeiros.

READ  Lula pode voltar para proteger a Amazônia?

Também neste dia, o Papa Francisco confiou ao Santo para ajudar a restaurar a paz numa Europa que parece ter perdido o caminho do diálogo e da fraternidade. Foi na Europa que o Papa falou em renovar a devoção ao Imaculado Coração de Maria durante a sua idade secular.



Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein)

O dom precioso da paz

Saudando os fiéis poloneses na assembleia geral de quarta-feira, o Papa Francisco reiterou a paz com pensamentos especiais para a Ucrânia. Recordando o que disse no final do Angelus no final da Jornada Mundial da Juventude em Lisboa, Portugal, ele disse que queria compartilhar “a esperança em meu coração, a esperança pela paz mundial”. Peregrinação a Nossa Senhora de Jasna Gora e outros santuários da Virgem Maria na Polônia.

“Peçamos a paz à Mãe Santíssima, Rainha da Paz. Rezemos à nossa sogra por este precioso dom de paz para a nossa querida Ucrânia, a sofrida Ucrânia.

O Papa na audiência geral desta quarta-feira

O Papa na audiência geral desta quarta-feira

Um compromisso renovado com o cuidado da criação

O Papa também falou sobre a cúpula da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), que começou no dia 8 de agosto em Belém, no estado do Pará, no norte do Brasil. A Organização do Tratado de Cooperação Amazônica foi estabelecida em 1995 por oito países sul-americanos, incluindo Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela. “Prometo rezar pelo sucesso da conferência”, disse o Papa, expressando seus votos específicos.

“Esperamos renovar o compromisso de todos com a manutenção da obra e seu desenvolvimento sustentável.”

A Cúpula do Acordo de Cooperação Amazônica foi realizada em Belém, Brasil

A Cúpula do Acordo de Cooperação Amazônica foi realizada em Belém, Brasil

Tradução de Park Soo-hyun

Proibida a reprodução e redistribuição não autorizada

READ  [국제]30 horas de avião para a Coreia... "Mesmo assim, quero ir para a Coreia"

(Mencione a fonte ao citar, não edite/altere arbitrariamente)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *