A história é simples, não é nova, não é em Portugal, mas é inspiradora e por isso um elemento perfeito para a nossa coluna Inspiradamente.

Bruno Rafael Paiva, da Escola Estadual de Ensino Profissional Balbina Viana Arrais, em Brejo Santo, município da região Sul do Ceará, Brasil, foi substituir uma professora de licença médica. Por motivos burocráticos, o prazo de pagamento do vencimento é bastante dilatado. Por exemplo a quantia referente ao mês de Março, deve ser paga somente a partir de Junho.

Bruno Rafael necessitou dormir no chão da escola, já que a família vive no Crato e, com os trâmites burocráticos da licença e o atraso dos salários de Abril e Maio, ele ficou sem condições de se manter sozinho em Brejo Santo, onde não tem parentes nem amigos.

Os seus alunos,tomando conhecimento da situação do professor, promoveram uma rifa de um cabaz de chocolates, conseguindo vender todas as rifas em menos de cinco dias. Na hora de entregar o valor arrecadado ao professor, cerca de R$ 400,00, os jovens escreveram um bilhete na porta: “Entre e leia as mensagens”, 23, ao todo, espalhadas em bilhetes pelas carteiras da sala.

Às vezes agimos por impulso. Porém não sabemos fazer apenas bagunças: somos e fazemos mais que isso. Resolvemos nos unir. Ser solidário é sempre bom. Uma sala numerosa às vezes machuca, mas às vezes emociona. Preparamos isso para você. Para você que sabe ser amigo. Para você que sabe ser divertido. Para você que é tão carismático – às vezes chato, com tantas reclamações. Mas sabemos que é sempre para nosso bem, para no futuro sermos melhores. Por isso, gostamos tanto de você, e esse é o nosso presente. Esperamos que você goste, pois foi de coração. Obrigado por tudo“, dizia a mensagem escrita pelos estudantes.

Numa altura em que tantas vezes temos de dar a noticia de alunos que bateram em professores, esta será uma história inspiradora que poderá trazer motivação para uma mudança.