Beauty Newspaper (Beautynury.com) :: Produtos de beleza do Brasil crescem 14,0% de janeiro a julho ↑

As indústrias de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos do Brasil apresentaram forte crescimento das exportações este ano.

Por exemplo, as exportações de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal foram de US$ 445,3 milhões de janeiro a julho, um aumento de 14,0% em relação aos US$ 391,1 milhões no mesmo período do ano anterior.

O anúncio foi feito no dia 17 pela Associação Brasileira de Cosméticos, Perfumaria e Higiene (ABIHPEC) no dia 17 por meio das ‘Estatísticas do comércio de cosméticos, perfumaria e produtos de higiene pessoal’.

De acordo com isso, a importação e exportação total de cosméticos, perfumes e produtos de higiene pessoal durante o período de janeiro a julho foi de US$ 854,8 milhões, alta de 5,1% em relação aos US$ 813,1 milhões do mesmo período do ano anterior.

A balança comercial de cosméticos, perfumes e produtos de higiene pessoal registrou superávit de US$ 35,8 milhões.

Estima-se que tenha registrado um déficit comercial de US$ 30,8 milhões durante o mesmo período do ano anterior.

Quanto à receita, o período de janeiro a julho totalizou US$ 49,5 milhões, uma queda de 3,0% em relação aos US$ 422 milhões do mesmo período do ano passado.

Cortando o intervalo até julho, as exportações ficaram em US$ 64,1 milhões, 9,7% acima dos US$ 58,4 milhões do mesmo período do ano anterior.

Em termos de importações, verificou-se um aumento de 9,4%, para US$ 60,6 milhões, em comparação com US$ 55,4 milhões em janeiro-julho de 2021.

Como resultado, as importações e exportações totais em julho foram de 124,7 milhões de dólares, 9,6% acima dos 113,8 milhões de dólares do mesmo mês do ano anterior.

READ  'Impacto..' Quem marcou os 10 primeiros gols da história brasileira, incluindo nosso novo Neymar?

O setor que mais exportou em julho foi o de produtos para cabelos, com US$ 16 milhões.

Seguiram-se sabonetes com US$ 8,8 milhões e produtos de higiene bucal com US$ 7,2 milhões, ficando em segundo e terceiro lugar.

Olhando para as importações de julho, os perfumes receberam US$ 14,6 milhões, seguidos por creme para a pele, projetor e bronzeadores com um total de US$ 13 milhões.

Os produtos de higiene bucal ficaram em terceiro lugar com US$ 5,7 milhões em importações.

“Os resultados são bons, mas é importante que o governo brasileiro se concentre na melhoria da política comercial”, disse João Carlos Basilio, presidente da Associação Brasileira de Cosméticos, Perfumaria e Saúde.

Ressalta-se que medidas mais agressivas devem ser tomadas para formular planos para melhorar o ambiente comercial e de negócios, mitigando o impacto do aumento dos custos de logística internacional e aumento da oferta de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos (HPPC). .

Ele continuou: “Através disso, nos esforçamos para melhorar a competitividade da indústria brasileira de cosméticos, melhorar o acesso aos nossos produtos no mercado global e impedir que cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal ‘Made in Brazil’ entrem nos principais mercados. A comunicação deve ser ativamente desenvolvida para reduzir as barreiras à resolução de problemas.

Ele também disse que a melhora significativa na balança comercial em janeiro-julho em relação ao mesmo período do ano anterior foi o melhor desempenho desde 2014.

Todos os conteúdos do Beautynuri são protegidos pela lei de direitos autorais. É proibida a reprodução, cópia, distribuição etc. não autorizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.