O número de casos Monkeypox sobe em Portugal

 

Não bastava já o vírus covid-19 que atingiu a humanidade a meio de Janeiro de 2020. Foram quase dois anos de confinamentos e outras restrições impostas pelos governos mundiais, agora que já aos poucos o mundo começa a “respirar” mais novamente, o mundo novamente é ameaçado pelo vírus Monkeypox. Já são vários casos por toda a Europa, e em Portugal os casos continuam a crescer. Nos tempos em que vivemos com ainda a pandemia covid-19 a decorrer embora mais fraca e agora com o Monkeypox, nada melhor que ficar em casa a fazer algum dinheiro extra no nosso sofá por meio de aplicações de apostas pelo nosso telemóvel como por exemplo com a 20Bet, assim fazemos dinheiro extra e reduzimos o tempo que somos expostos lá fora a estes vírus. 

Segundo a Direcção Geral de Saúde, nesta passada sexta-feira registou mais 35 casos confirmados, totalizando um número de 276 casos confirmados no país. Avança ainda que os casos confirmados estão no grupo dos homens numa faixa etária entre os 19 e 61 anos de idade, ainda neste grupo a maioria encontra-se abaixo dos 40 anos. Todos os casos que foram confirmados encontram-se em estado estável, fora de perigo. As regiões nas quais existem mais infecções são em Lisboa e Vale do Tejo, sendo que ainda em menor escala, mas ainda assim existem algumas infeções no Algarve e no Norte do país. 

Lembramos que o vírus Monkeypox pertence à mesma família dos vírus que causam a varíola, a forma de transmissão é feita entre o contacto com a pessoa diretamente e próximo, sendo por lesões, qualquer fluido corporal, gotículas respiratórias entre outros como materiais contaminados. O tempo de incubação é o quase o mesmo do covid-19, ronda os 7 e 14 dias, a duração da infecção é entre três e quatro semanas. As boas notícias é que é menos perigosa que a varíola. 

READ  Tomando Namson Mountain, o cavaleiro... Neymar, do Brasil, "jogou bem" [영상]-Kukmin Ilbo

As recomendações da Direcção Geral de Saúde as pessoas que apresentem os seguintes sintomas; 

  1. Lesões ulcerativas
  2. Erupção cutânea
  3. Ganglios palpáveis
  4. Febre
  5. Arrepios
  6. Dores de cabeça
  7. Dores muscular
  8. Cansaço

Procure um médico, e siga as recomendações dele. Caso apresente vários sintomas mencionados acima. Embora não tenha chegado a níveis nem de perto da pandemia covid-19, fique atento e tome os cuidados necessários para não ser infectado por este vírus. Siga as recomendações da DGS (Direcção Geral de Saúde). 

Um acordo assinado pela União Europeia na passada terça-feira com uma empresa chamada Bavarian Nordic, com o número de 110.000 vacinas compras contra a Monkeypox nos quais Portugal irá receber 2700 vacinas contra a Monkeypox. Estas vacinas são de terceira geração. Sendo estas boas notícias, agora só resta esperar para sabermos como elas vão ser administradas por outras palavras a estratégia que será usada. Cada país da União Europeia irá receber de forma proporcional as vacinas. Portugal ocupa a segunda posição do país Europeu com mais casos Monkeypox, ficando apenas atrás da Espanha que atualmente já conta com um número perto dos 600 casos confirmados. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.