Os preços do café como Starbucks, Doomsday e Angel foram reduzidos … “Crise do café aumenta os grãos de café”

Foto = Yonhap News

A indústria cafeeira vem elevando os preços um após o outro desde o início deste ano. Seguindo os passos da Starbucks, A Twosome Place, Holly’s, Tom N Toms e Paul Bassett, Angel-in-Um elevou os preços do café. Isso é resultado do aumento dos preços dos grãos de café e das matérias-primas devido à recente crise climática e ao aumento dos custos logísticos e dos salários mínimos.

De acordo com a indústria do café, os preços do café subiram para Starbucks, A Twosome Place, Holly’s, Tom & Toms, Paul Bassett e Angel-in-us. Primeiro, a Copyright Angel-in-Us, de propriedade da Lotte GRS, anunciou que estava aumentando o preço de venda de seu produto em uma média de 2,5% a partir do dia 14. Este é o primeiro aumento em cerca de três anos.

Foram realizados 43 tipos de alteração de preços (21 tipos de café, 5 tipos de chá e bebidas e 17 tipos de sobremesas). O menu representativo por categoria varia de Americano, 4.300 won a 4.500 won, Honey Lemon Tea 4.900 won a 5.000 won, e Cube Sweet Bread mudará de 5.300 won a 5.500 won.

Em janeiro, A Twosome Place elevou o preço de 21 tipos de café e bebidas de 100 para 400. Já se passaram 9 anos e 5 meses desde agosto de 2012. Hollis também elevou o preço de venda de algumas bebidas, como café e suco. Esta é a primeira vez em cerca de oito anos desde 2014 que os preços mudam. Tom N Tom elevou os preços de 44 bebidas, padaria e sobremesas de 100 para 800. A Paris Baguette, do Grupo SPC, elevou o preço do café e do chá de 400 para 500.

Os consumidores estão confusos. A (29), um funcionário de escritório, disse: “Gasto 100.000 rúpias por mês em café. Provavelmente devido à carga de custos, muitos colegas do forte trazem café ou chá de casa para seus idiotas. O estudante universitário P (24) disse: “Vou ao hotel regularmente nos fins de semana para fazer lição de casa ou encontrar amigos.

READ  O vizinho de Kim Kardashian quer impedir o juiz de arrumar a entrada da garagem

Anjo em Nós BI. Foto = Lote GRS

A indústria do café explicou que o movimento se deve ao aumento dos preços do feijão e matérias-primas, aumento dos preços do leite, aumento dos custos de logística e aumento do salário mínimo. Os preços internacionais do café começaram a subir em abril do ano passado. Segundo a Organização Internacional do Café (ICO), o preço médio do café em grão no mês passado foi de US$ 2,03 (454 gramas). Ele cresceu mais de 75% no ano passado. Este é o maior em 10 anos e 3 meses desde o registro de US$ 2,13 em setembro de 2011.

Um funcionário da Lotte GRS disse: “A sede do proprietário tentou absorver o aumento de custos para se defender o máximo possível contra o aumento de preço, mas decidiu ajustar o preço de venda inevitavelmente, pois o preço do café importado continuava subindo. feijão e variáveis ​​econômicas externas.”

Acredita-se também que a recente crise climática tenha afetado os preços do grão de café. De fato, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria do Café, a produção de café no Brasil no ano passado foi de 48,8 milhões de sacas, uma queda de 22,6% em relação ao ano anterior. O Brasil produz cerca de um terço dos grãos de café do mundo. Um funcionário da indústria do café disse que “70% dos grãos de café do mundo são produzidos no Brasil. No entanto, a produção foi afetada pelo recente frio e seca.

Repórter Sejin Ahn asj0525@kukinews.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.