Preços da soja sobem com ‘desequilíbrio entre oferta e demanda’


[더구루=홍성환 기자] Os preços da soja continuam subindo à medida que os desequilíbrios de oferta e demanda se aprofundam.

O preço de comercialização da soja ultrapassou US$ 640 por tonelada métrica (aproximadamente 800.000 acessos) no primeiro trimestre deste ano, de acordo com um relatório sobre ‘Preços da soja crescentes demanda e desequilíbrio de oferta’ divulgado no dia 26. Comparado ao mesmo período do ano passado, foram negociados US$ 400 (aproximadamente 500.000 vitórias), o que representa um aumento significativo.

Os preços dos fertilizantes e os custos trabalhistas subiram devido à inflação global, enquanto o Brasil, o maior produtor mundial, não conseguiu atender à demanda devido à queda na produção, aumento das importações da China e aumento da demanda. Biodiesel.

De acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA, a produção de soja do Brasil de 12.521 a 2022 foi de 125 milhões de toneladas, ocupando o primeiro lugar no mundo com uma participação de 35,8%. Os Estados Unidos seguiram com 120,71 milhões de toneladas métricas (participação de mercado de 34,6%). No mesmo período, o Brasil liderou o mercado mundial de exportação de soja com 53,2% e os Estados Unidos com 37,4%.

No entanto, o Brasil passou por uma seca severa no ano passado e não atingiu sua meta original de 145 milhões de toneladas. O clima do Brasil deve ser o mesmo do ano passado, com a seca prevista para continuar no oeste dos Estados Unidos. Como resultado, espera-se que os rendimentos da soja em ambos os países permaneçam lentos, aumentando os temores de que os preços da soja possam subir ainda mais.

Por outro lado, a demanda por soja está aumentando. A Rússia, o maior fornecedor mundial de óleo de semente de girassol, foi duramente atingida pela guerra, e a produção de óleo de canola no Canadá despencou. Indonésia proíbe exportação de óleo de palma Como resultado, houve um vácuo no mercado de óleo de cozinha e a demanda por óleo de soja aumentou.

READ  "Vender ativos e economizar dinheiro"... empresas cortam juros altos

A política de redução de carbono do governo Biden também impulsionou a demanda por soja. Como o óleo de soja atraiu a atenção como ingrediente do biodiesel, as empresas americanas de energia surgiram como fonte de demanda. De fato, a Philips 66 anunciou em abril do ano passado que compraria ações da planta de processamento de soja e toda a soja produzida lá.

Um dos motivos é o aumento das importações da China, maior importador mundial de soja. De acordo com a S&P Global, a China importou 100 milhões de toneladas de soja no ano passado. Destes, US$ 14,1 bilhões (aproximadamente 18 trilhões de won) foram importados dos Estados Unidos. É responsável por 51,2% do total das exportações dos EUA.

“Os preços da soja continuam subindo, e grandes fabricantes como Estados Unidos e Brasil podem ter problemas para manter as quantidades dependendo da situação. Você tem que ver isso”, disse. Ele acrescentou: “São necessários esforços para diversificar as fontes de importação e encontrar alternativas à soja”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *