André Pedrosa era bombeiro dos Voluntários de Leiria, tinha 34 anos e prestava serviço na secção daquela corporação localizada em Monte Redondo, desde 2004.

O bombeiro terá sentido-se mal pelas 19.50h este Sábado na altura que integrava a equipa de rescaldos que era composta por 23 elementos que efectuava o rescaldo no incêndio de Arrabal em Leiria.

O Bombeiro André Pedrosa era casado e tinha sido pai na última quarta-feira estando ainda no gozo da licença de paternidade, motivo que, ao início da noite de sábado, nas redes sociais levava alguns conhecidos da vítima a questionar a legalidade da activação do bombeiro para uma acção de rescaldo.

Segundo declarações de um bombeiro ao JN, a primeira ambulância a chegar ao local, da Cruz Vermelha, onde André Pedrosa entrou em paragem cardiorrespiratória não contaria com um desfibrilhador como é obrigatório

Mais tarde uma equipa do INEM efectuou tentativas de reanimação sem sucesso tendo o óbito sido declarado às 21.15h