Covid-19: CDS-PP questiona ministra sobre atrasos nos postos de rastreio

 

Numa pergunta dirigida à Ministra da Saúde os deputados do CDS-PP questionam a tutela sobre o atraso na abertura dos postos de rastreio municipais.

Os deputados do Grupo Parlamentar do CDS-PP questionam o Governo sobre o motivo pelo qual não estão a ser utilizados os postos montados pelas autarquias para rastreio e testes ao Covid-19.

No pedido de esclarecimento pedem que sejam indicados os distritos onde ocorrem estas falhas e quais as falhas identificadas, quer a nível dos meios técnicos, equipamentos e recursos humanos.

“Para quando prevê a ministra estarem resolvidas estas falhas, caso existam, e iniciar-se a realização de testes e rastreio a mais portugueses, e, finalmente, querem saber se há, ou não, capacidade para o fazer, como o Governo e as autoridades de Saúde têm defendido nos últimos dias.” refere o comunicado de imprensa do CDS-PP.

Este pedido de esclarecimento surge na sequência da divulgação das notícias que estão dando conta de atrasos de funcionamento em vários pontos de rastreio do Covid-19 de norte a sul do país.

Apesar de a grande maioria dos pontos de rastreio estarem prontos a funcionar, em alguns casos, registam-se atrasos na abertura desses mesmos postos em vários municípios de norte a sul de Portugal. “Inclusive em municípios onde o número de casos de doentes infetados é já significativo”, afirma o comunicado.

Entende o CDS-PP que “tendo as autarquias respondido prontamente ao apelo das autoridades de saúde, e estando obviamente todas elas, algumas com esforço, a colaborar em tudo o que lhes é pedido a bem da defesa das suas populações, não se compreende agora que seja a administração central a falhar na finalização de todo este processo”.

A nota termina indicando que “é o Estado que não está a conseguir dar resposta ao seu próprio apelo, entende o CDS-PP que é fundamental obter esclarecimentos por parte da Ministra da Saúde”.