‘Sua expressão é mais brilhante do que eu pensava’ Anthony, do Manchester United, ‘apareceu voluntariamente na delegacia’ para se declarar inocente da acusação de agressão contra ‘ex-namorada’

‘Disputa de agressão’ Anthony (23), do Manchester United, foi voluntariamente à delegacia para interrogatório.

No dia 29 (horário coreano), a mídia britânica ‘The Sun’ publicou uma foto dele saindo da delegacia e disse: “Anthony, acusado de agredir sua ex-namorada, foi interrogado pela polícia durante cinco horas.

No dia 25, horário local, Anthony, que chegou a Manchester, na Inglaterra, vindo de seu país natal, o Brasil, foi voluntariamente à delegacia.

Anteriormente, ‘The Sun’ anunciou sua chegada à Inglaterra e disse: “Anthony está inflexível de que não fez nada de errado. “Ele quer responder às perguntas das autoridades”, disse ele, “e não tem nada a esconder”. “Pretendo entregar tudo, inclusive meu celular”, disse ele.

Ele acrescentou: “Anthony espera ser liberado em breve e voltar a jogar futebol sem interrupções”.

De acordo com informações publicadas pelo meio de comunicação brasileiro ‘UOL’ no último dia 5, a ex-namorada de Anthony, Gabriela Cavalin, disse que foi agredida por Anthony em um hotel em janeiro. Neste ponto, Kabal teria sofrido um ferimento na cabeça.

Cavalin acrescentou: “Anthony me ameaçou mesmo quando eu estava grávida”.

O ‘UOL’ publicou algumas fotos e gravações do ataque. Na foto, os dedos indicador e médio, que parecem ser de Kabal, estão cobertos de bandagens. Há também um traço claro de sangue escorrendo pelo centro da cabeça de Kabalin.

“Anthony trancou a porta de casa e não me deixou sair. Ele cortou meus dedos e quebrou meus pertences. Ele também pegou meu passaporte”, disse um guarda que revelou o ataque. A mídia também informou que Antony ameaçou Cavalin dizendo que ela não poderia estar com mais ninguém se não estivesse com ele.

READ  O'Shaughnessy da Swon City Paralympic Sports Association participa de tênis de mesa no D-Flam no Brasil em maio

A polícia iniciou uma investigação.

O Brasil natal de Antônio foi inicialmente alienado dele.

No dia 5, a Federação Brasileira de Futebol anunciou que “Anthony foi afastado da seleção para o torneio internacional de setembro”. A decisão foi tomada partindo do pressuposto de que Anthony, que está no centro do ataque, seria investigado.

Foi então que o Manchester United começou a discutir o futuro de Anthony, e anunciou no dia 11 deste mês que “Anthony irá adiar o seu regresso ao plantel até novo aviso, a fim de realizar os procedimentos (legais) relativos às suas alegações”.

Em 10 de setembro, um dia antes da divulgação do comunicado do Manchester United, Anthony implorou em lágrimas para não atacá-la.

Em entrevista ao canal brasileiro SBT, Anthony chorou, admitindo que “houve violência verbal”, e disse: “Nunca bati em mulher”.

“Sei que muitos estão me criticando, mas a verdade virá à tona”, gritou ele.

No entanto, o Manchester United anunciou que não aceitaria Anthony.

Anthony, que corria o risco de ser expulso do mundo do futebol para sempre, foi à delegacia de polícia de Thane. /jinju217@osen.co.kr

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *