“Torcedora de futebol de 20 anos morre após garrafa de cerveja atingir artéria carótida… Tragédia em meio a luta no Brasil” – The Herald Economy

Gabriela Agnelli (23), torcedora do clube de futebol brasileiro Palmeiras, morreu no local após ser ferida em uma briga de torcedores de futebol. [페이스북]

[헤럴드경제=김유진 기자] Uma briga estourou entre torcedores de futebol em um jogo de futebol profissional no Brasil, e uma mulher de 20 anos morreu após ser atingida no pescoço por uma garrafa de cerveja. A mulher morreu depois que uma garrafa de cerveja quebrada feriu gravemente sua artéria carótida.

Os meios de comunicação G1 e Associated Press noticiaram no dia 10 (horário local) que a torcedora do Palmeiras Gabriela Agnelli (23) morreu no hospital.

Agnelli foi atingido no pescoço por uma garrafa de cerveja e sentou-se ao entrar no estádio Allianz Park, em São Paulo, para assistir ao jogo do Campeonato Paulista entre Palmeiras e Flamengo, no dia 8.

Uma briga começou entre torcedores do Palmeiras e do Flamengo fora do estádio. Imagens de vídeo da cena mostram torcedores de ambos os times formando uma barricada no meio e jogando objetos não identificados do outro lado.

Anelli, que estava perto da barricada, foi ferido no pescoço e levado às pressas para o hospital, onde morreu durante a cirurgia. De acordo com a mãe de Agnelli, ele foi mortalmente ferido e acabou morrendo quando uma garrafa de cerveja cortou sua artéria carótida. O pai de Anelli disse: “Pamiras era a única coisa que fazia Anelli feliz” e “Boumeiras era tudo na vida dela. Todo fim de semana eu ia ao campo de futebol como se estivesse viajando.

O torcedor flamenco Leonardo Felipe Xavier Santiago (26) é o suspeito.

Neste dia, sabe-se que os pais de Anelli estavam assistindo futebol no estádio para sua filha. O sinal dos celulares dentro do estádio não funcionava por causa da multidão, e o casal soube da cirurgia da filha somente após o jogo.

READ  O presidente do Brasil que foi para a América à beira da aposentadoria... perdeu a cerimônia de posse de Lula

Ao saber da morte de Agnelli, o clube do Palmeiras emitiu um comunicado dizendo: “Os brasileiros não podem aceitar que uma mulher de 23 anos seja vítima da barbárie no campo do futebol”. A polícia deve conduzir uma investigação completa.

A polícia prendeu o torcedor de flamenco Leonardo Felipe Xavier Santiago, de 26 anos, como suspeito. Atualmente, Santiago nega a acusação, dizendo que não jogou garrafa de cerveja em torcedor do Palmeiras. É relatado que ele jogou apenas alguns pedaços de gelo e mesmo o gelo que jogou não atingiu a barreira.

O acidente de Agnelli foi seguido de novos confrontos perto do estádio, onde torcedores do Palmeiras, por quem ele torcia, agrediram um pequeno número de torcedores do Flamengo. Para evitar isso, a cavalaria da polícia foi chamada e bombas de gás lacrimogêneo foram disparadas. Até partidas de futebol foram interrompidas duas vezes por gás lacrimogêneo.

kacew@heraldcorp.com

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *