Concerto de Swift no Brasil adiado… Onda de calor de ’60 graus’, um morre

No dia 18 (horário local), os fãs locais esperam para ver a estrela pop americana Taylor Swift se apresentar em frente ao Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, Brasil, com guarda-chuvas abertos em uma onda de calor. Os organizadores adiaram o evento depois que um espectador morreu após apresentar sinais de desidratação durante a apresentação do dia anterior. 2023.11.18. © Reuters = News1 © repórter do News1 Kim Seong-sik

Uma mulher do público que apresentava sintomas de desidratação morreu no show da estrela pop americana Taylor Swift no Brasil, levando ao adiamento do restante da programação do show. Foi apontado que as temperaturas na cidade costeira brasileira do Rio de Janeiro, onde está localizado o local do concerto, estavam próximas dos 60 graus e garrafas de água não eram permitidas no interior do estádio devido a restrições impostas pelos organizadores. Um desastre previsto.

Segundo a Reuters/AFP, o ‘T4F’, que recebeu a apresentação de Taylor Swift no Brasil, postou no Instagram no dia 18 (horário local), um dia após o show em questão: “A segurança dos fãs, artistas e funcionários deve ser prioridade máxima”. e “Rio de Janeiro. Temperaturas extremas”. Por isso, decidimos adiar o show desta noite para o dia 20.

Enquanto isso, durante o show de Taylor Swift no Estádio Nilton Santos no início do dia, a plateia Ana Clara Benevitus, 23, foi levada ao hospital após se sentir mal, mas acabou morrendo, acrescentaram os organizadores. Autoridades de saúde do Rio de Janeiro acreditam que Benavides morreu de parada cardiorrespiratória e estão investigando a causa exata da morte.

O Centro e Sudeste do Brasil vivenciam atualmente uma onda de calor primaveril sem precedentes. No dia do evento, a temperatura e a umidade levaram em conta a temperatura percebida de até 59,3 graus, e no dia 18 a temperatura percebida subiu para 59,7 graus, quebrando o recorde de observação meteorológica local. Cerca de 60 mil torcedores se reuniram no estádio, que ainda fazia calor por ficar a 10 km da praia, e todos os assentos estavam esgotados.

Os torcedores admitiram que os organizadores pioraram a situação ao proibir completamente as garrafas de água dentro do estádio. Guyo Wesley (25), que foi impedido ao tentar entrar na sala de concertos com uma garrafa de água de 4 litros, criticou a política dos organizadores de restringir a introdução de líquidos por conveniência, a fim de conduzir o espetáculo e aumentar os lucros. Chamando isso de “muito egoísta”.

READ  APLICAÇÃO MÓVEL 365BET

No final, enquanto muitos espectadores reclamavam de sintomas de desidratação, Swift jogou garrafas de água diretamente nas pessoas que gritavam ‘me dê água’. Os organizadores reconheceram que era proibido trazer comida e água de fora, mas esclareceram que “não estamos de forma alguma envolvidos na venda de alimentos e bebidas dentro do estádio”.

O Ministério da Justiça do Brasil ordenou medidas corretivas. O ministro da Justiça do Brasil, Flávio Tino, disse isso

Respondendo à notícia da morte na plateia, Swift no início do dia acessou o Instagram para dizer: “Perdi um fã no show desta noite. Estou com o coração partido”, acrescentando: “Eu sabia muito pouco sobre ela. e jovem.” “Gostaria de expressar minhas condolências à sua família e amigos”, acrescentou.

Taylor Swift se apresentou em agosto passado em Inglewood, Califórnia, EUA. .2023.08.07. © AFP = News1 © repórter do News1 Kwan Jin-young

seongskim@news1.kr

Direitos autorais ⓒ Notícias1. Todos os direitos reservados. A reprodução, redistribuição e uso não autorizado do AI Learning são proibidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *