Jorge Jesus e Luís Filipe Vieira conseguiram encontrar uma via de resolver as diferenças e assumiram um acordo válido por três épocas. Este foi talvez um dos objectivos de Luís Filipe Vieira, no qual investiu mais “músculo”, crendo este que o técnico traga novamente o Benfica para a ribalta dos títulos. Contudo este objectivo obrigará também a SAD a fazer o maior esforço financeiro da sua história.

O Benfica já confirmou, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a contratação de Jorge Jesus para o cargo de treinador.

Jorge Jesus, no âmbito negocial fez questão de trazer boa parte da sua equipa técnica o que no total, para o Benfica, significa um investimento superior a €25 milhões segundo avança o diário A Bola. A equipa técnica de Jorge Jesus: João de Deus (adjunto), Tiago Oliveira (adjunto), Mário Monteiro (preparador físico principal), Márcio Sampaio (preparador físico), Rodrigo Araújo e Gil Henriques (analistas)

O Benfica cedeu às exigências do treinador, mas este também cedeu um desconto de €1 milhão por ano do seu vencimento para poder contar com a sua equipa técnica.