Índia restringe exportações para pior safra do Brasil… Preços do açúcar em alta

Agricultores colhem cana-de-açúcar em Kobe, Maharashtra, Índia.  Notícias da Reuters Yonhop

Agricultores colhem cana-de-açúcar em Kobe, Maharashtra, Índia. Notícias da Reuters Yonhop

Ferdinand Marcos Jr., presidente eleito das Filipinas, tomará posse no dia 30 deste mês e concordou em servir como ministro da Agricultura. Isso deve abordar principalmente a crise alimentar, que é o maior problema. Os preços dos alimentos nas Filipinas aumentaram 4,9% apenas no mês passado.

Em particular, a colheita de açúcar não é boa. A produção de açúcar nas Filipinas para a safra de 2022 (setembro de 2021 a agosto de 2022) será inferior às 2,07 milhões de toneladas planejadas para fevereiro, segundo a Bloomberg News. Em dezembro do ano passado, a produção foi limitada a 1,8 milhão de toneladas em meados deste mês devido a uma combinação do furacão Ode e fortes chuvas. A Autoridade Reguladora do Açúcar das Filipinas (SRA) explicou: “Houve um atraso na importação de cerca de 200.000 toneladas de açúcar refinado.

Instabilidade na distribuição devido ao declínio da produção no Brasil

A pior safra do Brasil, as restrições de exportação da Índia ..."Aumento dos preços do açúcar"

A escassez de açúcar não se limita às Filipinas. O Brasil, o maior produtor de açúcar do mundo, deve cair este ano. A Índia, segundo maior produtor de açúcar do mundo, decidiu restringir as exportações. Países ao redor do mundo estão sofrendo com a escassez de oferta de açúcar por causa do clima incomum e dos altos preços do petróleo como fatores desfavoráveis.

No dia 27, na US ICE Futures Exchange, os contratos futuros de açúcar foram negociados a 18,25 contra a libra. Este é um aumento de 8% (16,90 centavos) em relação ao mesmo período do ano passado. Isso é 58% superior ao preço de dois anos atrás (11,55 centavos). A situação é melhor do que estava acima de US$ 20 em meados de abril, mas o preço ainda é alto.

READ  O guarda-roupa de Miley Cyrus estragou durante o especial de ano novo

O índice de preços do açúcar divulgado pela Organização Mundial da Agricultura das Nações Unidas (FAO) foi de 120,3 no mês passado. Este índice é alterado fixando-se o preço médio internacional do açúcar de 2014 para 100. Em abril, o índice registrou 121,5, o maior em 62 meses desde fevereiro de 2017 (125,6).

O aumento dos preços do açúcar é inseparável da escassez de oferta. O Brasil responderá por 23% da produção mundial de açúcar na safra de 2021. Em termos de volume de exportações, a participação no mercado global atingiu 52%. A situação de abastecimento do Brasil piorou este ano. De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a previsão de produção do Brasil para a safra de 2022 deve cair 16% em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado de ser diretamente atacado por La Nina. Além disso, os cortes de oferta se intensificaram à medida que alguns proprietários de fazendas mudaram para soja e milho mais rentáveis.

A Índia é o segundo maior produtor de açúcar. Tem potencial para ultrapassar o Brasil e se tornar o maior produtor. A produção na safra de 2022 deverá ser de 36,88 milhões de toneladas, um aumento de 9% em relação ao ano anterior. No entanto, o governo indiano congelou as exportações. No mês passado, limitou as exportações anuais de açúcar a 10 milhões de toneladas em resposta à inflação de alimentos. Apesar do limite máximo de 7,46 milhões de toneladas exportadas pela Índia na safra de 2021, o mercado despencou. Do volume de exportação do Brasil de 32,15 milhões de toneladas na safra de 2021, o limite máximo de exportação proposto pela Índia é inferior a um terço.

READ  'Outra História' Fernando, EPL Monumento Brasileiro de 'Mais Aparições + Sucessos'

Preços mais altos do petróleo aumentam a demanda por etanol

Os altos preços do petróleo e dos fertilizantes, desencadeados pela invasão da Ucrânia pela Rússia, também elevaram os preços do açúcar. Em particular, os preços mais altos do petróleo têm efeitos mais adversos sobre a oferta de açúcar do que outros alimentos. Isso porque a cana-de-açúcar, que produz o açúcar, também é utilizada como ingrediente do bioetanol, que se mistura à gasolina. Um aumento no etanol para sustentar os altos preços do petróleo pode levar ao agravamento da escassez de alimentos.

De acordo com o USDA, o Brasil gasta 55% de sua safra de cana-de-açúcar em etanol e 45% em açúcar. A Índia também anunciou no mês passado que limitaria as exportações de açúcar e “produziria etanol a partir da cana-de-açúcar”. Os Estados Unidos, um grande consumidor de açúcar, aumentaram a taxa de etanol misturado à gasolina em 15% neste verão para lidar com os preços mais altos do petróleo. No passado, os Estados Unidos restringiam a mistura de etanol a 10% no verão devido à poluição ambiental.

Para piorar a situação, a produção de açúcar nos Estados Unidos, um país não doméstico, deverá ser menor do que o normal. No dia 18, o USDA reduziu sua previsão de produção de açúcar para o ano-safra de 2022 (outubro de 2021 a setembro de 2022) em 303.000 toneladas em relação à previsão do mês anterior. A produção anual de açúcar nos Estados Unidos deverá cair para 9.234.000 toneladas em 2021, 9,12 milhões de toneladas em 2022 e 8.822.000 toneladas em 2023. A China também espera que a produção de açúcar diminua este ano.

Se os preços do petróleo bruto não subirem, existe o risco de que os preços do açúcar continuem a subir. Em um relatório recente da FAO, a FAO previu que “a produção de sacarose do açúcar é agora mais lucrativa do que o etanol, mas as coisas estão mudando”.

READ  Preços mundiais de alimentos 'estabilizam' para subir... maior queda em 14 anos

De acordo com o Ministério da Agricultura, Alimentação e Assuntos Rurais, o consumo de açúcar na Coréia no ano passado foi de 1.292.000 toneladas. Desse total, 108 mil toneladas ou 8% foram importadas. O Ministério da Agricultura, Alimentação e Assuntos Rurais explicou que 70% das importações vêm da Tailândia com boas colheitas, então o preço do açúcar na Coréia é relativamente estável.

Repórter Lee Joo-hyun deep@hankyung.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.