Carlos Carreiras repreende Diretora Geral da Saúde, Graça Freitas

 

O autarca de Cascais, Carlos Carreiras, não gostou das declarações da Diretora Geral da Saúde, Graça Freitas, sobre a pouca eficácia na desinfeção de espaços públicos.

Em declarações prestadas esta quarta-feira, Graça Freitas, afirmou que a desinfeção de espaços públicos “não é uma medida que se recomende” contra a ameaça do novo coronavírus.

“A limpeza habitual dos espaços públicos faz parte da higienização urbana. Se me perguntar: é uma prioridade ter trabalhadores a desinfetar ruas? Eu acho que não é uma prioridade”, afirmou.

Segundo a Diretora Geral de Saúde “não há qualquer evidência [na desinfeção de espaços públicos] de que sejam eficazes para a covid-19“.

Para Graça Freitas o que pode travar a Covid-19 é a distância que nos separa uns dos outros, apenas a distância.

Desvalorizando o esforço que várias autarquias, de todo o país, tem vindo a realizar nos últimos dias com trabalhos de lavagem e desinfeção preventiva nas vias e nos espaços públicos.

Quem não gostou das declarações foi o Presidente de Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, que através da sua página pessoal do Facebook repreendeu a Diretora Geral da Saúde, Graça Freitas.

“A Sra. Directora Geral da Saúde que se preocupe com as suas responsabilidades e não se intrometa no esforço que as Câmaras estão a fazer em todo o País para suprimir e mitigar as responsabilidades da Sra. Directora Geral de Saúde não soube ou não quis ou pôde prevenir”, escreveu Carlos Carreiras no Facebook.