Família da vítima de violência doméstica falecida em Cascais pede ajuda para o funeral

 

Só este ano subiu para 35 o número de vítimas de violência doméstica em Portugal.

Ângela Septelici, de 39 anos, foi a última vítima mortal de violência doméstica que ocorreu em Cascais, no bairro da Encosta da Carreira.

Natural da Moldávia, Ângela Septelici, estava em Portugal há cerca de três anos com o filho de 20 anos e trabalhava numa lavandaria em Cascais. Nas últimas duas semanas partilhava uma casa com o filho e um inquilino para fugir dos maus tratos do ex-marido.

Acabou por falecer vítima de duas facadas no abdómen, no dia 29 de Dezembro, perto das 22h30, apesar dos esforços dos técnicos do INEM.

Segundo notícia do Correio da Manhã, os amigos de Ângela Septelici apelam ao apoio de todos para devolver o corpo ao seu país de origem, Moldávia.

O homicida, Sergei Septelici, de 43 anos, foi detido três horas após o crime e foi colocado em prisão preventiva após ter sido ouvido em tribunal.